Technical documents Página de inicio de la colección Ver estadísticas

Browse
Suscribirse para recibir un correo electrónico cada vez que se agregue un elemento a esta colección. RSS Feed RSS Feed RSS Feed
Collection's Items (Sorted by Fecha de envío in Descendente order): 1 to 20 of 97
Le NOMA est une maladie grave : elle se soigne si on la détecte tôt !
Organisation mondiale de la Santé. Bureau régional de l'Afrique ( 2017 )
ccs-civ-2013-2015-fr.pdf.jpg
Stratégie de coopération OMS dans le pays 2013-2015 : Côte d’Ivoire
Organisation mondiale de la Santé. Bureau régional pour l'Afrique ( 2013 )
ccs_ner_2009_2015_fr.pdf.jpg
Stratégie de coopération OMS dans le pays 2009-2015 : Niger
Organisation mondiale de la Santé ( 2014 )
ImmunizationMedSchools-eng.pdf.jpg
Expanded programme on immunization prototype curriculum for medical schools in the WHO African Region: Update December 2015
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2015 )
ImmunizationCurNursing-eng.pdf.jpg
Expanded programme on immunization prototype curriculum for nursing/ midwifery schools in the WHO African Region: Update December 2015
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2015 )
ccs_dza_2016_2020_fr.pdf.jpg
Stratégie de Coopération de l'OMS avec l'Algérie: 2016-2020
Organisation mondiale de la Santé. Bureau régional de l'Afrique ( 2016 )
ccs_ago_2015_2019_pt.pdf.jpg
Estratégia de cooperação da OMS 2015-2019: Angola
Organização Mundial de Saúde. Escritório Regional Africano ( 2016 )
ccs_ago_2015_2019_en.pdf.jpg
WHO Country Cooperation Strategy 2015-2019: Angola
World Health Organization. WHO Regional Office for Africa ( 2016 )
ccs_ner_2009_2013_fr.pdf.jpg
WHO Country Cooperation Strategy 2009-2013 : Niger
World Health Organization ( 2009 )
ccs_mus_en.pdf.jpg
WHO Country Cooperation Strategy 2015-2019: Mauritius
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2015 )
ccs_bwa_en.pdf.jpg
WHO Country Cooperation Strategy 2014-2020: Botswana
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2014 )
GuiEvalHIV-eng.pdf.jpg
Guidelines for appropriate evaluations of HIV testing technologies in Africa
World Health Organization. Regional Office for Africa; Centers for Disease Control and Prevention ( 2002 )
DirEvalVIH-fre.pdf.jpg
Directives pour l’évaluation des techniques de dépistage du VIH en Afrique
Organisation mondiale de la Santé. Bureau régional de l'Afrique; Centers for Disease Control and Prevention ( 2002 )
HRH_eng.pdf.jpg
Road map for scaling up the human resources for health for improved health service delivery in the African Region 2012-2025: Adopted by the Sixty-second session of the Regional Committee
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2013 )
RHS_por.pdf.jpg
Roteiro para reforçar os recursos humanos para a saúde com vista a MELHORAR A prestação de serviços de saúde na Região africana 2012-2025: Adoptado pela sexagessima segunda sessão do Comité Regional
Organização Mundial da Saúde. Escritório Regional para a África ( 2013 )
RHS_fre.pdf.jpg
Feuille de route pour augmenter les effectifs sanitaires en vue d'une meilleure prestation de services de soins de santé dans la Région africaine 2012–2025 : Adopté à la soixante-deuxième session du Comité régional
Organisation mondiale de la Santé. Bureau régional de l'Afrique ( 2013 )
Guide_hobs.pdf.jpg
Guide for the establishment of health observatories
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2016-04 )
9789290233053.pdf.jpg
Implementation of indoor residual spraying to assess feasibility in Sierra Leone: final report of a pilot project
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2015 )
CCS_Rwa_2014_18.pdf.jpg
WHO Country Cooperation Strategy 2014-2018: Rwanda
World Health Organization. Regional Office for Africa ( 2015 )
Cancro-Inter.pdf.jpg
Intervenções essenciais de prevenção e controlo para a redução da incidência do cancro na Região africana da OMS: Um Manual para Líderes e Gestores
Organização Mundial da Saúde. Escritório Regional para a África ( 2012 )
Resumen

O cancro está a tornar-se rapidamente num dos principais problemas de saúde na Região Africana da OMS e são necessárias intervenções para a sua prevenção e controlo. A luta contra o cancro entrou numa nova fase, com a chegada de alguns progressos importantes que podem melhorar radicalmente os cuidados aos doentes. Muitos casos oncológicos podiam ser prevenidos se os doentes deixassem de fumar, evitassem certas infecções crónicas ou melhorassem a sua alimentação e se fossem implementados programas de rastreio. A OMS continua fiel ao seu objectivo de assegurar um acesso idêntico a cuidados de saúde de qualidade para todos os doentes oncológicos e de prevenir o cancro através da implementação de intervenções de prevenção primárias. O Escritório Regional da OMS para a África (AFRO) já desenvolveu uma estratégia regional para a prevenção e controlo do cancro de modo a lidar com esta questão cada vez mais importante. As intervenções prioritárias estão bem definidas na estratégia mas não são feitas nenhumas recomendações robustas relativamente à viabilidade económica de intervenções essenciais a serem incorporadas nos sistemas de saúde existentes em África. É preciso dar orientação aos países sobre como implementar as intervenções essenciais para reduzir o fardo do cancro na Região Africana da OMS. Este manual procura reforçar e acelerar a tradução dos conhecimentos na luta contra o cancro em acções de saúde pública e serve também como um dos principais documentos de referência acerca do desenvolvimento de programas nacionais de controlo de cancro. É por isso destinado principalmente a líderes, gestores e pessoas que tomam decisões na área da saúde e áreas relacionadas; profissionais médicos; instituições académicas; organizações não governamentais e, de uma forma mais geral, às partes interessadas que necessitam acompanhar a prevenção e controlo do cancro. Pretende-se também que este manual sirva como um guia claro e abrangente na escolha de intervenções essenciais e economicamente viáveis a serem implementadas de acordo com as conjunturas locais sem que se esqueça o que é viável e desejável. Destaca a implementação passo a passo de intervenções prioritárias a curto prazo, seguidas de intervenções ampliadas e optimizadas a serem concretizadas a médio e longo prazo dentro dos limites dos recursos disponíveis. A informação fornecida neste manual foi compilada por peritos nesta área que estão totalmente conscientes da situação do cancro na Região Africana da OMS. Este trabalho realça o facto que muitos cancros são evitáveis e todos podem ser controlados, mesmo em ambientes de poucos recursos.

Collection's Items (Sorted by Fecha de envío in Descendente order): 1 to 20 of 97